Os 10 Maiores Erros de Empreendedoras

Poucas escolas e faculdades se dedicam ao tema EMPREENDEDORISMO, por isso, quando pessoas decidem empreender em um negócio próprio, acabam enfrentando muitos desafios e grande parte do conhecimento precisa ser construído com experiência, nos altos e baixos, quando é provável que muitos transtornos teriam sido evitados caso elas tivesse acesso à informações importantes.

Abaixo está um lista dos 10 maiores erros de empreendedoras, que me deparo todos os dias em meus atendimentos:

 

1.Fazer tudo sozinha

Este é o erro mais comum entre empreendedores, principalmente dos que estão em fase inicial do negócio e existem algumas razões para isso:

  • Muitas vezes é financeiramente inviável contratar pessoas e por isso, a empreendedora fica responsável por todos os processos do negócio, até mesmo de partes em que ela pouco entende. Com o tempo os números da empresa evidenciam que esta empresária gasta muito tempo executando e pouco tempo obtendo resultados, no famoso looping: “Sem tempo para ganhar dinheiro”.
  • Já para alguns empreendedores a questão não é financeira e sim de liderança. É certo que ninguém executará uma tarefa que você já é especialista tão bem quanto você, no entanto, é preciso abrir espaços para que as pessoas se desenvolvam e mostrem suas capacidades. Acredite: a união faz a força.

2. Não investir dinheiro na empresa ou investir dinheiro demais

Muitas vezes o que fazer com o dinheiro da empresa é uma questão que gera algumas preocupações para empreendedores, por isso, estruturar o fluxo de caixa, gerando e economizando dinheiro, é um passo fundamental para o negócio.

Existem dois mindsets (crenças) que ajudam ou atrapalham empreendedoras:

O primeiro é “Você precisa gastar dinheiro para fazer dinheiro” Sim, afinal não existe nenhum investimento sem risco. Para ganhar é preciso gastar alguma coisa, seja tempo ou dinheiro. O problema é quando as pessoas investem muito em coisas que não promovem resultados efetivos (exemplo: com mais estoque quando ainda há estoque a ser vendido, com produtos de margens pequenas, com estrutura e materiais desnecessários) ou seja, não basta gastar, é preciso gastar com estratégia e planejamento.

O segundo mindset é “Vou gastar o mínimo possível até eu ter um fluxo de caixa decente”. Este tipo de pensamento te ajuda em algumas situações, mas pode te atrapalhar na hora de tomar decisões assertivas. Muitos empreendedoras ficam esperando o momento certo para investirem em estratégias que causariam impactam positivo no faturamento a longo prazo, mas este momento certo nunca chega porque eles estão sempre usando as mesmas estratégias que não geram resultados, num ciclo sem fim de baixo impacto. Gosto de ilustrar este ciclo com a frase de Einstein

insanidade é fazer sempre a mesma coisa várias vezes esperando obter um resultado diferente

3. Não conhecer concorrentes 

“Não sei como devo cobrar” é uma frase comum que ouço de minhas clientes e quando investigamos as causas, percebo que poucas se preocupam e analisar o mercado. Ignorar os concorrentes é como andar no escuro, mas não é só pesquisar quanto cobram, é preciso entender quem são eles, quais são seus diferenciais e como atuam.

4. Ter margens de lucro pequenas

Ter margem de lucro equilibrada sobre seus produtos e serviços é um fator essencial para seu sucesso de longo prazo. Quando sua margem de lucro é pequena isso aumenta demasiadamente seus riscos, isso porque os custos para produção e atendimento podem aumentar a qualquer momento e se sua margem for baixa, você pode chegar a um ponto de “pagar para trabalhar”, fato que já vi acontecer muitas vezes.

5. Não ter um plano de negócio bem definido

“Se você não sabe onde está indo, qualquer lugar servirá”, esta frase de Lewis Carrol no livro de Alice é realmente esclarecedora.

Para empresas, isto não é diferente. Através de um plano de negócios você consegue olhar de forma sistêmica e a longo prazo e através deste olhar, pode aproveitar oportunidades e criar estratégias para reduzir danos. Além de identificar os pontos fortes e fracos e de como alocar recursos.


FAÇA PARTE DO GRUPO DE FORMAÇÃO DE EMPREENDEDORAS 2018

Turma em Itu/SP – Início em Fevereiro/2018


6. Não buscar especialistas em determinadas áreas

Você pode ter múltiplas habilidades, pode saber executar várias tarefas com clareza, mas é bem provável que em algum momento você encontrará dificuldades em determinado setor da sua empresa é aí que precisará ter a inteligência de buscar ajuda. Especialistas te ajudarão a enxergar o que você não consegue quando está dentro do problema.

7. Não armazenar uma base de dados de clientes

Sabe qual é o maior ativo da sua empresa? A base de dados dos seus clientes.

É essa base de dados que vai te ajudar a economizar tempo e dinheiro a longo prazo, muitos empreendedores não levam isso a sério e precisam matar um leão por dia em busca de novos clientes, mas se esquecem que no histórico da empresa já existem pessoas que podem ser consumidores novamente ou uma fonte maravilhosa de indicações.  Não importa onde você armazena os dados, se através de um sistema crm ou em uma planilha no excel, mas sem dúvida você deve coletar o maior número de informações, porque quanto mais você conhece seus clientes, maior a sua vantagem competitiva em relação aos concorrentes.

8. Ignorar mídias sociais e o marketing

Se você já constrói a base de dados dos seus clientes, este é um ponto a seu favor, mas se você tem e não usa esta base, então continua perdendo grandes oportunidades de venda.

Bater de porta em porta para encontrar novos clientes, panfletagem e investimento em mídias offine já foram estratégias tradicional, no entanto, isso mudou faz tempo. A internet é fundamental para posicionar sua marca e as mídias sociais representam a maior parte das vendas para milhares de empresas.  

9. Deixar o medo te bloquear

Tudo bem ter medo, ele te protege de muitas decisões erradas, mas a verdade é que ele também te priva de muitas coisas, principalmente de resultados extraordinários.

Pensar: ” Mas e se…?” o tempo todo faz com que você deixe de agir em momentos importantes. Você vai precisar agir para se apresentar para um potencial cliente que nunca te viu, vai precisar usar sua coragem para vender seus serviços e produtos, vai precisar de coragem para enfrentar clientes chatos ou exigentes demais, vai precisar da coragem para gravar vídeos falando sobre sua empresa e ou para apresentar suas ideias em alguma palestra, reunião ou conferência.

 10. Dar atenção demais para a opinião dos outros (que não são clientes)

Muitas pessoas vão te aconselhar, te criticar e te dizer qual é o caminho ideal para seguir, mas neste momento é melhor seguir sua própria jornada porque os maiores resultados não chegam pelos caminhos comuns que todo mundo trilha.

 

Related Posts

Leave a comment