Amor próprio, Egoísmo e Luta.

Amor próprio, Egoísmo e Luta.

A forma como nos enxergamos e o que sentimos sobre nós influencia em muitos aspectos como nos relacionamos com o mundo. Nossos dramas e sucessos refletem as visões mais intimas que temos sobre nós: somos dignos de amor e sucesso ou merecemos punições e castigos? Somos livres para nos amar ou temos medo deste amor?

O que é a autoestima se não a capacidade de se amar e enxergar a si mesmo com a clareza das nossas conquistas e qualidades?  Uma pessoa com auto estima sente-se merecedora do amor, da felicidade e não admite nada menos do que respeito e leveza em suas relações. Apesar de simples, esse sentimento é muitas vezes confundido com egoísmo. “ Ame o próximo como a ti mesmo” transformou-se, para muitas mulheres, em: “negligencie a si mesma e ame o teu próximo”.

Todo o amor pulsante em seu ser é entregue ao mundo e, incrivelmente, não há limites para amar, a não ser quando se trata do amor próprio, que para muitas mulheres, deste amor restam poucas doses, suficientes para abastecer o mínimo de que é preciso.

Entram na lista de prioridades os namorados/maridos, filhos, família, papagaio, cachorrinho, periquito, mas não estão nas primeiras linhas da lista as suas vontades e seus sonhos, afinal, não se pode ser egoísta neste mundo.

Pode o mundo não ligar para suas vontades e seus sonhos, mas o que não pode é ela negar as vontades e sonhos do mundo. Não, isto seria demais. Um ato horrível de arrogância.

Apesar de colocar a dor de todos nas costas e querer curar cada sofrimento daqueles que ama, sente-se eternamente culpada, pois ainda assim julga que deveria fazer mais. A culpa constante revela o sentimento mais profundo sobre si mesma: não importa o quanto esteja desgastada, ela sempre aceitará aguentar mais dor, afinal, um dia lhe disseram: você é guerreira e guerreiras devem aguentar.

Guerreiras dão a vida pelos seus. Guerreiras não desistem nem fogem à luta. A luta é a única condição que se permite viver. O amor próprio? Este que espere, pois o mundo precisa de ti.

Espere, mas quem foi que te chamou para esta batalha diária? Você se alistou sozinha e continua neste eterno castigo. Até quando?

 

Related Posts

Leave a comment